Eletroestmulação

Eletroestimulação

O que é Eletroestimulação?

A Eletroestimulação consiste no uso de correntes elétricas para tratamento terapêutico. Trata-se de um novo instrumento na terapia fonoaudiológica para auxiliar na reabilitação das alterações miofuncionais, envolvendo as funções de respiração, sucção, mastigação, deglutição e voz.
O uso de recursos de estimulação elétrica transcutânea vem sendo utilizados há anos por fisioterapeutas. Trata- se de um recurso não invasivo visando promover o aumento da vascularização na região tratada, analgesia, relaxamento da musculatura, tratamento das delimitações da amplitude de movimento das articulações, melhora da fadiga, hiperatividade e ganho efetivo na força muscular. Assim como na Fisioterapia, a Fonoaudiologia adotou a eletroestimulação como uma opção de reabilitação para alterações miofuncionais.

Parecer do Conselho Federal de Fonoaudiologia

O Parecer CFFa nº 43, de 6 de abril de 2016. “Dispõe sobre o uso de recursos de estimulação elétrica transcutânea por fonoaudiólogos.”
  • O uso de tais recursos, referenciados na literatura, está relacionado ao tratamento das algias, estimulação sensório-motora e contração muscular, constituindo elemento importante no trabalho em motricidade orofacial, disfagia, voz, fala e estética, seguindo normas de biossegurança e critérios de elegibilidade para segurança do paciente.
  • A utilização dos diversos tipos de estimulação elétrica transcutânea, com fins fonoaudiológicos, constitui exercício legal da profissão, uma vez que os objetivos são habilitar e reabilitar, prevenir agravos e minimizar riscos relacionados a eles.

Benefícios

O uso da eletroestimulação pode ser de grande eficácia no tratamento de alterações de tônus muscular, distúrbio da articulação temporomandibular, disfagia, voz, paresia, hemiparesia e estética facial. Segundo estudos que abordam a aplicabilidade da eletroterapia à junção da terapia fonoaudiológica convencional com o auxílio da eletroestimulação e suas variações de tipos de correntes, proporcionam resultados favoráveis em relação ao ganho de tônus muscular, analgesia e relaxamento muscular. A eletroestimulação associada à contrações voluntárias, pode melhorar o controle neural e induzir alterações fisiológicas, contribuindo para otimização motora, ganhos em massa muscular, velocidade, força e potência.
Quem pode se beneficiar do uso da Eletroestimulação?
Cantores, atores e outros profissionais que necessitem de aprimoramento vocal; pacientes com disfonia (alterações na voz); pacientes com alterações musculares e funcionais de cabeça e pescoço; estética facial; dor na região facial; disfunções temporomandibulares (DTM), disfagia (alterações na deglutição); dentre outros.

Referências
Conselho federal de Fonoaudiologia Disponível em: www.fonoaudiologia.org.br. Acesso em 2 de fevereiro de 2017.
Costa DC, Catunda JMY, Souza M N, Pino A V. Efeitos da eletroestimulação neuromuscular sobreposta à contração voluntária dos músculos quadríceps e isquiotibiais. XXIV Congresso Brasileiro em Engenharia Biomédica. 2014 Out 13-17; Center Convention de Uberlândia (MG): CBEB; 2014
Guimarães BTL, Furkim AMS, Gonçalves R. Eletroestimulação neuromuscular na reabilitação da disfagia orofaríngea. Rev. soc. bras. fonoaudiol. 2010;15(4):615-21.
Santos JKO, Gama ACC, Silvério KCA, Oliveira NFCD. Uso da eletroestimulação na clínica fonoaudiológica: uma revisão integrada da literatura. Rev. CEFAC. 2015 Set/Out; 17(5):1620-1632.
Silva FPP, Gonçalves SP, Silva SB, Rios DFCR, Silva AT. Terapia de contensão induzida associada à eletroestimulação funcional na paresia de membro superior. Rev. Neurocienc 2012; 20(2):187-93
Marques P, Nogueira SP. Efeitos da Eletroestimulação Funcional e Kabat na Funcionalidade do Membro Superior de Hemiparéticos. Rev Neurocienc 2011; 19(4):694-701

LOCALIZAÇÃO/CONTATO

Contato: 61 3245 11 60

Email: faleconosco@clinicaintegrarcognitiva.com.br

Endereço: SEPS 714/914 Sul Lt. 3 Bl. A - Ed. Porto Alegre Salas 01/309/311 - Brasília/DF

FACEBOOK FANPAGE